6 de janeiro de 2015

Pedal ao Encano Central - Indaial




Pedal com os amigos Luis Carlos e Lorival pela região do Encano Central em Indaial, visitamos o Sítio da Ledy uma empresa agroecológica familiar que vende produtos avícolas e artesanais com fabricação própria, Também faz parte do Circuito Vale Europeu de Cicloturismo, vale uma visita pela beleza do lugar em meio a Mata Atlântica onde avistamos jacus e um bando de saguis.



































31 de dezembro de 2014

Todo o dia é ano novo...






Todo dia é ano novo
Entre a lua e as estrelas
num sorriso de criança
no canto dos passarinhos
num olhar, numa esperança...
Todo dia é ano novo
na harmonia das cores
na natureza esquecida
na fresca aragem da brisa
na própria essência da vida.
Todo dia é ano novo
 de olhar para o céu e ver o Boos 
pedalando entre as nuvens.
Todo dia é ano novo
no regato cristalino
pequeno servo do mar
nas ondas lavando as praias
na clara luz do luar...
Todo dia é ano novo
na escuridão do infinito
todo ponteado de estrelas
na amplidão do universo
no simples prazer de vê-las
nos segredos desta vida
no germinar da semente.
Todo dia é ano novo
nos movimentos da Terra
que gira incessantemente.
Todo dia é ano novo
no orvalho sobre a relva
na passarela que encanta
no cheiro que vem da terra
e no sol que se levanta.
Todo dia é ano novo
nas flores que desabrocham
perfumando a atmosfera
nas folhas novas que brotam
anunciando a primavera.
Você é capaz, é paz 
É esperança
Todo dia é ano novo
no colorido mais bel
odos olhos dos filhos seus...
Você é paz, é amora alegria de Deus.
Não há vida sem volta
e não há volta sem vida
no ciclo da natureza
neste ir e vir constante
No broto que se renova
na vida que segue adiante
em quem semeia bondade
em quem ajuda o irmão
colhendo felicidade
cumprindo a sua missão.
Todo dia é ano novo...portanto...feliz ano novo todo dia!

24 de dezembro de 2014

Minha oração de Natal do ciclista...









Senhor, obrigado por mais esse ano de pedais.

Que eu não deseje (muito) a bike 29 do próximo.

Que alguns amigos não amarelem na hora de sair para pedalar.

Que fure o pneu no máximo uma vez por mes.

Que as estradas por onde tenhamos que passar não tenha muitos morros na ida e que tenha muitas descidas na volta.

Que se for para ganhar uns acessórios para a bike que sejam de ótima cepa (seja lá o que quer dizer isso...rsrs)

Se chover que seja chuva calma sem raios e trovões.

Se for para comprar um terreno que seja um terreno macio, um gramado por exemplo.

Que não sejamos atacados por cachorros. Um pequenês quem sabe.

Que no caminho haja algum bar aberto para tomar uma cervinha. 

Que a água das cachoeiras seja boa, se for mineral melhor ainda.

Que nos pedais sempre haja alguma/loira/morena bonita.

Amém...

20 de dezembro de 2014

O último pedal...Até um dia amigo Boos.



No dia (18/12) perdemos o nosso querido amigo Wilberto Boos depois de estar internado por meses no Hospital Santa Isabel de Blumenau.
Lutou bravamente até o último momento.

O conheçia a uns 25 anos, pedalamos juntos, conversamos, era um amigo para todas as horas, como cicloativista deixou a sua marca na cidade, sempre defendendo a segurança através de ciclovias e ciclofaixas.

Foi um dos pioneiros da região a organizar pedais com os amigos, no início todos sem capacete que ainda era uma realidade distante de segurança, bicicletas "montadas", pesadas e muitas vezes barulhentas.


Quantos cafés com cuca tomei em sua casa cercada por árvores, suas orquídeas, suas frutas e animais que ali moravam também.

Nas caminhadas que fazia pelas matas procurava seixos em forma de pontas de flechas, segundo ele usadas pelos índios de nossa região.

Mas o amigo Boos se foi para se encontrar com os seus amigos que foram antes.

Mais de uma centena de amigos o acompanharam até a sua última morada.

Até um dia querido amigo...